agradaradeus

“Acaso busco eu agora a aprovação dos homens ou a de Deus? Ou estou tentando agradar a homens? Se eu ainda estivesse procurando agradar a homens, não seria servo de Cristo.”

(Gálatas 1: 10)

Como líderes de louvor, ministros do altar, somos tentados pelas facilidades de falar, cantar, ministrar apenas aquilo que agrada às pessoas. Ministramos a música do momento, falamos aquilo que arranca manifestações de aprovação, aplausos, enfim..

Isso é muito fácil! Porém, é fato, e as escrituras nos dão base para dizer com propriedade, que as coisas que agradam ao povo, nem sempre (quase nunca) agradam a Deus. De qualquer forma, no período de louvor, ministramos aos homens!

Então, o que devemos ministrar?

Esta pergunta, por muitas vezes soou dentro de mim. Sempre em momentos de crise, quando eu sabia que o que Deus me direcionava a fazer ou a falar na ministração, não seria recebido com sorrisos por parte da igreja ou da liderança.

Lembro-me de uma vez, em especial, em que, nesse conflito, Deus usou um profeta (em mistério) para dizer a mim: “Ministra o que está em teu coração, filho!”. Levei um susto na hora, porque não estávamos em uma reunião de oração, mas dentro da sala de um escritório. Aquilo foi um grito de Deus, confirmando o que eu já sabia, mas não estava disposto a aceitar.

O que aprendo, tanto com minhas experiências pessoais, quanto com esta carta do Ap. Paulo aos Gálatas, é que, apesar de ministrar a homens, de nada vale, se não estiver cumprindo o querer do Senhor, em primeiro lugar.

Antes de agradar pessoas, o alvo do meu agrado é Deus! Fazer aquilo que Ele quer! Servir a Cristo e ser como Ele, levando Sua Palavra às pessoas ao meu redor. Se não for assim, não somos servos de Cristo.

Não importa o que Deus está te direcionando a ministrar! Você tem buscado viver no Centro da Vontade do Senhor? Então, creia que Ele tem posto dentro de você a vontade d’Ele. Com ousadia, agrade ao Senhor, libere a Palavra. Sirva a Cristo em primeiro lugar, afinal, foi para isso que fomos chamados.

No amor do Cordeiro e autoridade do Leão.

Douglas

Anúncios