Arquivos para posts com tag: Devocional

agradaradeus

“Acaso busco eu agora a aprovação dos homens ou a de Deus? Ou estou tentando agradar a homens? Se eu ainda estivesse procurando agradar a homens, não seria servo de Cristo.”

(Gálatas 1: 10)

Como líderes de louvor, ministros do altar, somos tentados pelas facilidades de falar, cantar, ministrar apenas aquilo que agrada às pessoas. Ministramos a música do momento, falamos aquilo que arranca manifestações de aprovação, aplausos, enfim..

Isso é muito fácil! Porém, é fato, e as escrituras nos dão base para dizer com propriedade, que as coisas que agradam ao povo, nem sempre (quase nunca) agradam a Deus. De qualquer forma, no período de louvor, ministramos aos homens!

Então, o que devemos ministrar?

Esta pergunta, por muitas vezes soou dentro de mim. Sempre em momentos de crise, quando eu sabia que o que Deus me direcionava a fazer ou a falar na ministração, não seria recebido com sorrisos por parte da igreja ou da liderança.

Lembro-me de uma vez, em especial, em que, nesse conflito, Deus usou um profeta (em mistério) para dizer a mim: “Ministra o que está em teu coração, filho!”. Levei um susto na hora, porque não estávamos em uma reunião de oração, mas dentro da sala de um escritório. Aquilo foi um grito de Deus, confirmando o que eu já sabia, mas não estava disposto a aceitar.

O que aprendo, tanto com minhas experiências pessoais, quanto com esta carta do Ap. Paulo aos Gálatas, é que, apesar de ministrar a homens, de nada vale, se não estiver cumprindo o querer do Senhor, em primeiro lugar.

Antes de agradar pessoas, o alvo do meu agrado é Deus! Fazer aquilo que Ele quer! Servir a Cristo e ser como Ele, levando Sua Palavra às pessoas ao meu redor. Se não for assim, não somos servos de Cristo.

Não importa o que Deus está te direcionando a ministrar! Você tem buscado viver no Centro da Vontade do Senhor? Então, creia que Ele tem posto dentro de você a vontade d’Ele. Com ousadia, agrade ao Senhor, libere a Palavra. Sirva a Cristo em primeiro lugar, afinal, foi para isso que fomos chamados.

No amor do Cordeiro e autoridade do Leão.

Douglas

Anúncios

Se parar para refletir um pouco sobre sua própria vida, talvez você perceba que cobra muito de si mesmo (e dos outros), duvida muito de Deus e faz as coisas de uma forma inferior ao melhor que você poderia fazer. Acho que, assim,  muita gente deixa de ser feliz, por medo de arriscar, pisar no escuro, dar um passo de fé.

Talvez, tudo na vida fosse melhor se a gente parasse de pensar muito e começasse a agir mais! Não acha?!

A Palavra de Deus é cheia de exemplos de pessoas que venceram, cumpriram seu chamado, viveram o melhor do Senhor ainda nesta terra, e o que vejo em comum em todas elas é que foram pessoas de ação!

Imagine se a Bíblia fosse um livro exclusivamente de pensamentos, cheio de personagens que, ao invés de agir, ficariam, a vida toda, pensando em como seria se agissem de uma forma ou de outra.. Talvez, pessoas se renderiam a afrontas e morreriam frustradas por nunca terem sido inspiradas por Davi, ao arriscar sua vida ao enfrentar o gigante; outras cairiam no erro por não conhecerem a vida de Sansão. Conheceríamos bem menos a respeito da humanidade e pessoalidade de Jesus, se os Evangelhos nos trouxessem somente o que Ele pensava, ao invés de suas ações.

Movidos por exemplos de homens que se deixaram guiar pelo Espírito, podemos agir. E, por esse mesmo Espírito, podemos fazer obras muito maiores do que todos estes fizeram.

O que precisamos é conhecer ao Deus a quem servimos e conhecer Sua Palavra! Assim, nossas ações e impulsos estarão de acordo com Sua vontade! Digo conhecer, não de ouvir falar, mas de andar com Ele, ter relacionamento.

Aquele que é nascido do Espírito, age direcionado por Ele, “não sabes de onde vem, nem para onde vai”! (João 3: 8)

Quando agimos guiados por Deus permitimos que Ele nos surpreenda e, através dessa relação de confiança, Ele começa a nos confidenciar Seus segredos. Só assim nos tornamos seus!

O segredo do SENHOR é com aqueles que o temem; e ele lhes mostrará a sua aliança.” (Salmo 25:14. 2)

É lindo ver Deus agindo através de pessoas que em confiança, agiram por fé! Ver que muito além do “e se” (“e se não der certo?”, “e se Deus não fizer?”), a benção do Senhor estava sobre eles, e estes simplesmente agiram firmados nesta certeza, foram honrados pelo Pai!

O que vemos na Bíblia são pessoas que ousaram agir, agiram em nome do Senhor, movidas pelo Espírito e fizeram história, tiveram suas vidas marcadas com um selo! Tornaram-se referência de uma história cheia de Deus. Estes se renderam por completo! Se entregaram para viver o que ninguém antes viveu, ousaram caminhar em lugares altos, feitos incompreendidos por muitos, mas achados dignos de ser chamados amigos de Deus!

Oro para que, nestes dias, se levantem pessoas assim. Pessoas que aceitem o desafio. Que não esperem a vontade chegar para, depois, agir. Mas que, guiados pelo Espírito, com base na Palavra, agem com a benção e sob a unção do Senhor!

Viver pela fé também é isso! E se, lá na frente, tudo sair diferente do que você esperava, creia que Deus permanece no controle de tudo, pois sua vida não é mais sua.

É d’Ele!

Em Jesus,

Douglas =)

Esta semana que passou foi muito especial para mim, pois se tratou de um tempo onde Deus intensificou o tratamento d’Ele na minha vida. Tudo começou por causa da Sarah, que é uma amiga muito querida da Bahia que se casou no ano passado e, desde então, está morando em São Paulo. Entramos em um propósito, juntos para que Deus trouxesse direção a respeito de assuntos particulares dela e de seu esposo. Eu, como padrinho de casamento deles, assumi o compromisso em jejum e oração, só que algo saiu um pouco fora do planejado! O propósito era por eles, mas Deus trabalhou foi em mim!

Nessa semana de quebradeira geral, reconstrução, estruturação de novas bases e novos pilares em mim, foi que Deus me fez perceber que muita coisa precisava mudar, novos caminhos precisavam ser tomados e me mostrou que é preciso estar 24 horas por dia ligado a Ele em consagração. Sempre pedia a Deus para acender em mim, novamente, a chama do primeiro amor! Pedia para que Ele restaurasse a fome e a sede por Sua palavra, que me fizesse sentir novamente Sua presença através dos louvores! Como naquele tempo em que tudo me lembrava Ele! No tempo em que eu estava loucamente apaixonado por Jesus. E Deus me fez perceber que não dependia só d’Ele, pois Ele não poderia derramar algo maior sobre mim se eu não estivesse preparado para receber!

Como sempre, Ele mesmo trouxe a resposta, mostrou o caminho, me direcionou à solução. O que Deus me fez ver é que o normal pra quem quer mais d’Ele não é ler a Bíblia uma vez sim e outra não! O normal para ter mais de Deus não é renunciar a si mesmo aos domingos e viver sua própria vontade no restante da semana, o normal para estes não é buscar a direção de Deus só quando está escalado para ministrar o louvor ou trazer a palavra uma vez no mês! O nosso normal – só daqueles que querem MUITO MAIS de Deus –  deve ser estar baseado na Palavra todos os dias! Deve ser renunciar todos os dias! Nem que todos os dias façamos jejum, mas devemos materializar nossa atitude de renúncia TODOS OS DIAS, mesmo em pequenas coisas! Pois se não conseguimos renunciar uma refeição para estar com o Senhor, se não conseguimos renunciar um tempo com os amigos ou na Internet para estar com o Senhor (a quem amamos!), como é que vamos renunciar ao pecado?!

Só quando essa entrega for diária é que estaremos prontos para receber o que Deus quer derramar sobre nós! Nada do que você renunciar será mais valioso do que a presença de Deus, pura e constante sobre você! Fale com Ele! Coloque diante d’Ele aquilo que você está renunciando para receber mais d’Ele em você! Pois se você não consegue renunciar algo é porque aquilo já te dominou, você já virou escravo! E não foi para isso que Jesus nos chamou! Ele nos chamou para a LIBERDADE! E eu posso garantir que é muito melhor! A presença d’Ele é melhor do que tudo!

Mesmo que no começo seja difícil, dê vontade de desistir, busque forças n’Ele! Peça a Ele para gerar dentro de você esse amor, essa fome por mais de Sua presença, mas prepare-se! Esvazie-se! Purifique-se! Para quando o Senhor quiser derramar sua unção, compartilhar Seus segredos, você possa estar pronto para ser um vaso em Suas mãos, vaso de honra, disponível nas mãos de Deus.

Que o Deus abençoe tua vida e te fortaleça, assim como tem feito em mim, me fazendo bem-aventurado: muito mais que feliz!

Em Jesus,

Douglas =)

Há algum tempo estava pensando em uma Música para Postar aqui no Blog, mas nenhuma me parecia inspiradora o suficiente para compartilhar aqui. Hoje, dando uma navegada no Facebook, vi uma foto da Kari Jobe, e procurei por músicas cantadas por ela. Depois de ouvir “Beautiful”, apertei o Play nesta – “You Are For Me” – e senti muito a presença de Deus! Sei que ela é velha e já a vi em diversos Blogs, mas sinto que devo compartilhar com vocês!

Lembrem-se que o Senhor é conosco em todos os momentos! Descanse e desfrute de Sua companhia!

Forte Abraço!

Douglas =)

No coração guardamos nossos bens mais preciosos, os amigos mais queridos, nossos familiares. Nele escondemos sentimentos ruins, e protegemos os bons; nosso coração é uma caixa de emoções que se entrelaçam e, muitas vezes, nos confundem. É por isso que ele se fere com coisas tão pequenas – como ouvir um “NÃO” – e mantém-se rígido e intocável diante de coisas tão grandiosas e poderosas – como a presença de Deus!

Isso nos confunde, a ponto de termos nosso próprio coração como enganoso; quem sabe, como nosso pior inimigo, porque ele conhece nossos pontos fracos. Só que, quando entregamos nosso coração nas mãos do Senhor – totalmente e só a Ele – o próprio Deus fortalece nosso coração, não com rigidez, mas com maturidade.

Maturidade para lidar com as crises, para estar sensível à presença de Deus, e não se entristecer com atitudes que, antes, o fariam ferir-se.

O melhor de tudo  é que o Senhor conhece nosso coração melhor do que ninguém, e faz com que cada ponto fraco seja fortalecido, e fortalece mais e mais aquilo que já é forte! (Aleluia)

“Os olhos do Senhor passam por toda a terra para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é totalmente d’Ele”. (2 Crônicas 16: 9)

Em Jesus,

Douglas =)

Tenho 17 minutos para escrever este Post, antes que a bateria do meu PC acabe.. E quero compartilhar minha alegria de ter vivido o dia de hoje!

Mesmo diante de lutas, provas e tentações do mal, tenho vencido pela Graça do meu Senhor e hoje foi um dia muito especial, pois logo pela manhã, fui para a Igreja a um culto diferente, pois minha sobrinha e meu “sobrinhado” (Esposo da minha sobrinha) se batizaram. Eu ministrei o Louvor no batismo deles e pude ver coisas maravilhosas acontecendo em minha família à partir dessa mudança de vida.

À tarde, fui a uma reunião que não aconteceu, mas foi bom ter ido até o local, rever algumas pessoas queridas do Ministério de Louvor Distrital ao qual pertenço, receber o Kit de Ensaio para o Encontro Distrital de Jovens, no mês que vem, e voltar para casa. Foi aí que o grande diferencial aconteceu!

Imaginei minha Igreja cantando uma nova canção, que não havia sido gravada ou cantada para grandes multidões, uma canção que fluísse da pureza do desinteresse musical, que nascesse de uma fonte segura de adoração. Senti que Deus estava me inspirando para compor essa nova canção. Peguei minha Bíblia, meu caderno, um lápis e comecei a selecionar versículos que demonstrassem para Deus o que estava em meu coração, a expressão mais pura. Escolhi uma melodia, coloquei nela um pouco da letra que havia meditado nos Textos Bíblicos e tudo foi fluindo, como um Rio, sem que eu precisasse forçar.

A letra fala sobre confiança, e eu estava, há meses, passando por um momento de confiar (meeeesssmooo!) em Deus! Pois era algo que eu, sozinho não poderia resolver. Assim que fui para o meu quarto gravar a música pronta, o problema pelo qual estava passando se resolveu imediatamente, ou  melhor: o problema foi resolvido por Deus! Me ajoelhei (como havia feito quando terminei de compor “A Ti, Senhor e Rei”, e dediquei aquela canção ao Senhor, pedindo a Ele que ela fosse um canal que gerasse confiança no coração de cada pessoa que a cantasse.

É assim que nascem os louvores mais profundos.. Quando nosso coração está desinteressado na presença do Rei, querendo somente adorá-lo. Pela primeira vez, entreguei a gravação para alguns amigos músicos que se encarregaram de pensar em arranjos instrumentais para essa nova canção e na Sexta-feira, vamos trabalhar nela!

Que dia!!

Diante de tudo o que vivi hoje, só posso agradecer a Deus por tamanha felicidade.. Porque enquanto eu o adoro, Ele preenche todo o meu ser. Na simplicidade de adorá-lo com a inteireza do meu coração, Ele se encarrega de me fazer feliz.

“Tudo o que posso é render-me a Ti, e dizer que eu te amo. Te amo, meu Jesus” (Heloísa Rosa).

Que Deus continue nos abençoando! Obrigado por ler este Post! Espero que comente! =)

Douglas.

Quando penso em “Vida com Deus” não consigo associar a algo fácil. Isso em hipótese alguma!

Viver com Deus é algo libertador para quem realmente vive com Ele, para quem realmente o ama! Quem entende que não há valor algum em si mesmo e que, só por Deus pode sentir-se completamente aceito, apesar de seus defeitos, imperfeições, pecados. Todos somos pecadores, cada ser humano lida com uma dificuldade diferente. Talvez, para um indivíduo seja mais fácil lidar com certo tipo de fraqueza do que para outro. Porém, isso não significa que esse outro indivíduo não possua outra barreira que considere intransponível em seu relacionamento com Deus.

O que me entristece, diante dessa realidade geral da humanidade, é ver tantas pessoas tentando transpor essas barreiras por sua própria conta, tentando usar sua própria “sabedoria”, acreditando que Deus não as aceitará com aquele defeito (isso inclui os cristãos). Primeiro, querem estar limpos para, depois, irem até Jesus. Mas, como poderão limpar-se sem o Sangue? O máximo que conseguirão será mascarar uma imperfeição, cobrir a lepra com roupas novas, lavar apenas com água as mãos engorduradas! Seu próprio orgulho as impede de aceitar seu real estado e correr desesperadamente para Aquele que pode – e quer – lavá-los.

Em seu livro “Cristianismo Puro e Simples”, C. S. Lewis fala sobre “O Grande Pecado” e, acredite, ele não tem relação com pecados sexuais, ira, cobiça, embriaguez, etc. “O Grande Pecado” é o Orgulho (ou presunção, se assim preferir). Aquele que é orgulhoso sempre se achará bom demais para admitir que suas forças nunca serão suficientes para chegar até o fim da caminhada cristã, tratam a si mesmos como tratariam um outro alguém que caísse em pecado: julgando-se indignas do perdão de Deus por terem cometido o mesmo pecado pela milésima vez e negam a si mesmos o perdão já liberado pelo Pai.

É o orgulho de reconhecer a fraqueza e limitação que faz as pessoas desistirem de si mesmas na busca pela santidade, pois pensam que, se até hoje não conseguiram manter-se puras para Deus, jamais conseguirão. É esse orgulho que precisa ser reconhecido de uma vez por todas e, também de uma vez por todas, quebrado.

Quando negamos o perdão a nós mesmos, anulamos o sacrifício de Jesus em nossa vida, uma vez que Ele morreu somente para nos dar esse direito à reconciliação com Deus. Se negamos o Sacrifício de Jesus, julgamos Seu Sangue insuficiente para cobrir nossos pecados, dizemos que o poder e o efeito do pecado sobre nós é bem maior do que o efeito do Sangue remidor de Cristo. Negamos o motivo pelo qual dizemos existir e viver!

Se você também é um orgulhoso, não desanime! Eu escrevo sobre algo com o qual luto todos os dias. A caminhada é essa, a jornada é longa, mas o que importa é não nos conformarmos, pois enquanto não nos rendemos ao pecado, o Pai não nos condena, mas luta a nosso favor. Se olhamos para nós mesmos como pecadores e nos arrependemos pelo nosso estado atual, recebemos o perdão de Deus. Ele é o Oleiro, nós o barro. Ele está nos moldando e, quando estivermos prontos, Ele mesmo nos exaltará para junto d’Ele, a um lugar onde não haverá fraquezas, dores, pecado. Viveremos eternamente junto do nosso Senhor que nos receberá com Coroa de Glória, Vestes de Louvor e nos tomará por Sua herança! “O zelo do Senhor dos Exércitos fará isso”.

Enquanto aguardamos, nos mantemos puros, tendo a Santificação como uma grande obra de Reconstrução das ruínas de nossas vidas (como em Neemias). Lembre-se: Limpo não é quem nunca se sujou, mas aquele que se lava todos os dias no Sangue do Cordeiro. Viva a realidade do que a Palavra diz e do que cantamos: “Vem, filho amado, vem COMO ESTÁS”. É o Pai quem nos limpa. Nunca se esqueça disso.

“Se alguém quer adquirir a humildade, creio poder dizer-lhe qual é o primeiro passo: é reconhecer o próprio orgulho. Aliás, é um grande passo. O mínimo que se pode dizer é que, se ele não for dado, nada mais poderá ser feito. Se você acha que não é presunçoso, isso significa que você é presunçoso demais.”
(C. S. Lewis)

Na perseverança fortalecida pelo Cordeiro,

Douglas =)

“E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos os nossos devedores.”
(Mateus 6: 12)

Ano Novo, Vida Nova! Este é o lema de muitos brasileiros que conseguem atravessar a meia-noite do dia 01 de janeiro. Muitas pessoas traçam objetivos para o ano que começa. Metas, alvos a serem alcançados, são traçados como objetivo. “Neste ano eu chego ao peso ideal!”, “Neste ano eu saio do aluguel!”, ou ainda “Neste ano eu consigo um(a) esposo (a)!”. Isso é muito bom, afinal, sonhar e planejar não custa nada e traz esperança ao coração! Foi Deus quem colocou em nós a capacidade de ter sonhos e de fazer planos.

Quando pensamos “Ano Novo, Vida Nova!” tendemos a querer que a “Vida Velha” fique para trás. Perdoe-me frustrar esta idéia, mas isso é impossível! Não me olhe assim, porque é verdade! Não falo sobre algo de que ouvi falar, ou que assisti em algum programa de TV, mas de algo que eu mesmo vivi. Talvez você, como eu, queira viver uma nova vida, mas seu passado insiste em te perseguir. Quem sabe, você queira começar novos e bons relacionamentos, mas ainda se sente preso a relacionamentos que, um dia, te feriram. Por mais que você tente se livrar dessas sombras do passado, você vê cada uma de suas tentativas sendo frustrada.

Isso acontece por um simples motivo: Deus consegue “esquecer” seu passado, mas você não! Isso é fato!

O grande problema é que queremos esquecer de nossas feridas, ao invés de curá-las. Queremos esquecer as pessoas que nos fizeram mal, ao invés de perdoá-las para, podermos nos lembrar delas sem que isso nos cause dores. Se queremos começar uma vida nova, devemos começar do ponto zero, e isso não consiste em “esquecer” o passado, mas em resolver o que ficou mal resolvido nele. Uma história está sendo escrita em sua vida e o que já aconteceu não pode ser apagado, mas precisa ser resolvido, para que uma nova fase possa começar.

Ninguém mais do que o próprio Jesus Cristo, nos ensina a orar pedindo o perdão de Deus na mesma intensidade com a qual perdoamos as pessoas que nos ofendem. E se não perdoamos aqueles que nos ofenderam no passado, obteremos o perdão de Deus no mesmo nível de intensidade com que não perdoamos, ou seja, Não seremos perdoados! (Reclame com Jesus, foi Ele quem disse isso!).

Há uma movimentação imperceptível no mundo espiritual, coisas que às vezes, sequer conseguimos entender, a não ser quando somos iluminados pelo Espírito Santo. Assim como o sacrifício de Jesus teve um significado no mundo espiritual para a nossa Libertação, quando liberamos uma palavra de perdão verdadeiro sobre a vida de alguém, algo acontece no mundo espiritual, gerando Libertação na pessoa perdoada e no coração de quem perdoa.

Se você quer começar uma nova vida no ano que vai começar, quero te encorajar a liberar perdão. O mesmo perdão que foi liberado sobre você na Cruz do Calvário quando Cristo morreu para a remissão dos teus pecados. Perdão imerecido, mas que fez toda a diferença para que você fosse redimido e, hoje, pudesse viver.

Lembre-se que uma “Vida Nova” não começa quando deixamos para trás o que aconteceu no passado, mas quando lavamos o passado no Sangue de Jesus, podendo nos lembrar dele sem que isso nos cause dor!

Escolha perdoar.

Douglas Rodrigues – 18 anos
27 de Setembro de 2009

“Não sou digno de Deus!”

Disso eu sempre soube! Tudo o que tenho, tudo o que já vivi até aqui foi pela Graça de Deus, que me alcançou e perdoou, dando-me o direito de ter um relacionamento com Ele, como alguém que jamais pecou.

Fico agraciado por tanto que recebo sem merecer mas, ao mesmo tempo me enraiveço comigo mesmo por não conseguir corresponder à altura a esse amor. Parece que me acostumo a ser perdoado e amado apesar de meus muitos erros e, por isso, continuo errando, como se um pensamento (equivocado) tomasse conta de minha mente: “Ele vai continuar me amando mesmo!”

Mas não é assim que as coisas funcionam! Apesar de a Graça superabundar onde, antes, o pecado abundou, não posso querer pecar mais para que a Graça seja mais superabundante! Preciso compreender que tenho o perdão de meus pecados e, por isso, preciso abrir mão deles, de uma vez por todas.

Todos os dias preciso querer amar ao meu Deus como Ele primeiro o fez, e que esse amor em mim seja maior do que a vontade de pecar. Que esse relacionamento não seja uma troca de interesses, mas que, por amá-Lo, eu não consiga mais desapontá-Lo, entristecer Seu coração.

Creio que apesar de qualquer coisa, de qualquer erro, o Sangue de Cristo é bem mais poderoso do que tudo, e que esse Sangue pode cobrir, lavar meu pecado. Creio também que o Espírito Santo de Deus é bem maior do que toda voz de acusação que tenta me isentar de aceitar o perdão de Deus.

Nas horas em que tudo parecer vir contra nós, acusações, vontade de desistir de tudo devido a um erro cometido, que a fé no Deus que nos ama e nos perdoa seja racional o suficiente para lembrar que o Pai de amor a quem pregamos aos perdidos é Aquele que anseia pelo pecador e não por aqueles que julgam-se santos, mesmo estando longe d’Ele.

Esse Deus é o que me perdoa todos os dias, que me ama e me salva por Sua Graça, que vem a mim através da Fé que tenho em Seu Filho Jesus: a fonte de toda a Fé e de todo o Perdão que preciso para viver hoje, amanhã e para sempre.

Lembre-se: “Limpo não é quem nunca se sujou, mas aquele que se lava todos os dias no Sangue do Cordeiro”.

Que Deus te abençoe!

No amor e na Graça do Cordeiro de Deus,

Douglas

“Porque, como, pela desobedência de um só homem, muitos se tornaram pecadores, assim também, por meio da obediência de um só, muitos se tornarão justos” (Romanos 5:19)

*Leia Romanos 5 e 6

Uma ótima forma de propagar a Palavra de Deus hoje em dia são Vídeos, principalmente aqueles bem elaborados e voltados para o público jovem que tem sido bem exigente quando o assunto é qualidade.

André Valadão mais uma vez acertou ao publicar em seu Site AndréValadão.com , vez ou outra, Devocionais em forma de vídeo que levam a reflexão sobre diversos assuntos, todos abrangendo a vida com Deus.

Pare por alguns instantes e seja abençoado você também!

>> Canal do André no YouTube