Arquivos para posts com tag: Ministério

agradaradeus

“Acaso busco eu agora a aprovação dos homens ou a de Deus? Ou estou tentando agradar a homens? Se eu ainda estivesse procurando agradar a homens, não seria servo de Cristo.”

(Gálatas 1: 10)

Como líderes de louvor, ministros do altar, somos tentados pelas facilidades de falar, cantar, ministrar apenas aquilo que agrada às pessoas. Ministramos a música do momento, falamos aquilo que arranca manifestações de aprovação, aplausos, enfim..

Isso é muito fácil! Porém, é fato, e as escrituras nos dão base para dizer com propriedade, que as coisas que agradam ao povo, nem sempre (quase nunca) agradam a Deus. De qualquer forma, no período de louvor, ministramos aos homens!

Então, o que devemos ministrar?

Esta pergunta, por muitas vezes soou dentro de mim. Sempre em momentos de crise, quando eu sabia que o que Deus me direcionava a fazer ou a falar na ministração, não seria recebido com sorrisos por parte da igreja ou da liderança.

Lembro-me de uma vez, em especial, em que, nesse conflito, Deus usou um profeta (em mistério) para dizer a mim: “Ministra o que está em teu coração, filho!”. Levei um susto na hora, porque não estávamos em uma reunião de oração, mas dentro da sala de um escritório. Aquilo foi um grito de Deus, confirmando o que eu já sabia, mas não estava disposto a aceitar.

O que aprendo, tanto com minhas experiências pessoais, quanto com esta carta do Ap. Paulo aos Gálatas, é que, apesar de ministrar a homens, de nada vale, se não estiver cumprindo o querer do Senhor, em primeiro lugar.

Antes de agradar pessoas, o alvo do meu agrado é Deus! Fazer aquilo que Ele quer! Servir a Cristo e ser como Ele, levando Sua Palavra às pessoas ao meu redor. Se não for assim, não somos servos de Cristo.

Não importa o que Deus está te direcionando a ministrar! Você tem buscado viver no Centro da Vontade do Senhor? Então, creia que Ele tem posto dentro de você a vontade d’Ele. Com ousadia, agrade ao Senhor, libere a Palavra. Sirva a Cristo em primeiro lugar, afinal, foi para isso que fomos chamados.

No amor do Cordeiro e autoridade do Leão.

Douglas

Há tanto tempo venho buscando de Deus, pensando, filosofando, enfim, procurando algo para compartilhar aqui no Blog, algo que fosse realmente do coração e que abençoasse vidas, mas todas as vezes em que parava diante do computador, nada fluía.  Parece que estava associando automaticamente, o fato de sentar diante do computador com meu tempo de trabalho diário, e por isso nada fluía, ou era Deus me dando um tempo para somar informações e experiências. Porém, hoje, senti algo começando a jorrar, como se uma pequena corrente de água começasse a fluir naturalmente do meu coração, transformando-se em meditação e em palavras.

Por esses dias, lembrei de um sonho que tive, quando estava me preparando para uma Ministração de Louvor na Igreja. Enquanto cantava e ministrava do altar sobre as pessoas, eu via como uma abertura no meu ventre, e desse buraco que me traspassava, a ponto de mostrar o que estava do outro lado, saia uma fonte de águas que fluia sobre a Igreja. Quando acordei, fiquei com aquele sonho em minha mente e, durante meu tempo de Devocional, Deus me fez ler João 7: 38 “Aquele que crer em mim, do seu interior fluirão rios de águas vivas”. Era como se eu pudesse ver o que o próprio Deus faria comigo e através de mim dali há algum tempo, enquanto Ele me moldava à Sua vontade.

Há um contraste entre este sonho e o tempo que tenho vivido desde o último Post. Não que os Rios não estejam fluindo, não que eu esteja me sentindo longe de Deus, ou esteja em pecado. Muito pelo contrário! Posso dizer que Graças a Deus (e só pela Graça d’Ele) estou de pé! Mas que eu quero dizer é que, mesmo não tendo nada a oferecer para alguém, mesmo quando estamos vazios, Deus nos vê e nos valoriza, pois Ele não tem interesse no que fazemos, mas em quem somos. Nos ama pelo que somos mesmo quando nos sentimos vazios e sem nada a oferecer. Ele mesmo é quem nos enche na intenção de nos usar, fazendo os Rios fluirem através de nós, mas se não estivermos assim, Ele não nos lança fora, pois somos Seus filhos em quem Ele tem prazer.

Viva, ame, sonhe! Mas não esqueça de que somente com Deus tudo vale a pena!

Em Jesus,

Douglas =)

Sempre soube que, se algum dia voltasse ao CTMDT, viveria grandes momentos de nostalgia, mas não imaginava que fosse tanto! Na semana passada fui até lá (BH – Santa Luzia) para apresentar meu período de Prática Ministerial aqui no Rio de Janeiro e, assim, concluir meu curso. Foram dias mais que inesquecíveis!

Desde que cheguei, fui muito bem recebido por meu amigo Nemu e por meus queridíssimos amigos que eram do 1º ano quando me formei. Jamais imaginava que eles me considerariam do “4º ano”, ao invés de mais um aluno que não pertence mais ao CTM. Chegando no quarto, me deparei com a Sarita – Coordenadora do Curso e Missões -, ela trazia um lanchinho pra mim, algo completamente inesperado (eu não estou mais acostumado a tanto amor, gente!).

No geral, meus dias foram para conhecer pessoas das quais já tinha ouvido falar, mas que jamais pensei conhecer pessoalmente. O Nemu me surpreendeu por me acompanhar em todos os momentos e compartilhar comigo de lembranças e coisas novas, nos quais a presença dele fez toda a diferença. Só posso agradecer a Deus pela amizade dele!

Após muito trabalho para tentar resumir meus 2 anos de prático em 10 minutos de apresentação para os alunos, consegui apresentar tudo em 9 minutos e meio! O Nemu cronometrou! Hahaha! Nunca pensei ser possível! O melhor de tudo foi perceber o quanto minhas experiências pessoais durante esse tempo serviram para abençoar e edificar a vida daqueles alunos que no próximo ano serão enviados de volta para seus lares, onde viverão como missionários. Muitos me procuraram ao final do culto para compartilhar seu coração e para me abençoar com palavras que fizeram toda a diferença para mim.

O culto em si foi todo maravilhoso. Fomos ministrados por um amado irmão da Alemanha chamado Werner, traduzido pelo Daniel Friesen (esposo da Marine do DT), que compartilhou os projetos para um evangelismo em massa em nosso país e profetizou sobre nós. Fui completamente renovado! Lembrei de tantas promessas de Deus, as quais caíram no esquecimento por erro meu, mas que vieram novamente ao meu coração!

Os dias seguintes foi para curtir os amigos, ajudar os alunos nos trabalhos e matar a saudade.. (Ela ressuscitou em um instante mediante a minha volta pra casa!). Um dia antes da minha vinda, fui ao mercado, comprei um “Chocotone” e um sorvete de chocolate e chamei algumas pessoas que mais me marcaram em meus dias ali para fazermos uma pequena Ceia de Natal (pequena, porém, deliciosaa!).

A volta pra casa, foi muito difícil, durante o tempo na rodoviária esperando o horário do ônibus, pude pensar em tantas coisas.. Mas a presença do Senhor veio até mim, me fazendo perceber que tudo isso (inclusive minha  volta pra casa) faz parte de um Grande propósito que Ele traçou para mim desde o início de tudo, quando eu, com apenas 17 anos, saí de casa rumo a um lugar ao qual não conhecia, mas tinha a certeza de ser o propósito de Deus pra mim naquele tempo. Ele me fez entender que tudo valerá (e já vale) a pena!

Cheguei em casa feliz e tenho encarado meus dias no Rio de uma forma um tanto diferente! Só sei de uma coisa: Não existe lugar melhor para se estar do que no Centro da vontade de Deus! É aqui que eu quero SEMPRE estar! Fazendo tudo conforme a vontade d’Ele. Nesse lugar obtemos crescimento e frutificação. Quantas pessoas que conheceram meu Antes, disseram que eu cresci, e isso não apenas em estatura (tenho certeza). Mesmo em meio às lutas, mesmo em meio ao inverno da vida, Deus me fez crescer para poder frutificar! Glória a Deus!!

Talvez para você que lê, isto não tenha tanta importância por ser um Post muito pessoal, mas precisava compartilhar esse grande presente de Deus para mim. Dias de refrigério e de renovo na presença d’Ele.

Agradeço a Todos vocês por me acompanharem durante este tempo, e por continuarem me acompanhando após ele! É só o começo! É só o começo!

No amor de Jesus,

Douglas (FORMADO!)

Já algum tempo venho acompanhando (e admirando) o Ministério de um cara chamado Gui Fares. Desde pequeno, o via nas fitas de vídeo (não tem tanto tempo assim, vai..) do Crianças Diante do Trono, onde ele cantou canções que marcaram minha infância como “Pequeno Coração” (Senhor, eu quero ser uma benção, ainda criança sei que posso orar…) e “Podes falar Senhor” (Jesus, eu quero te conhecer; Jesus, contigo eu quero parecer…).

Depois de grande, o Gui também tem se destacado como uma das pessoas que marcam um espaço na música e no ministério. Integrante da Banda #Elemento Incomum, ele mantém seu ministério individual, compondo e publicando vídeos caseiros mas de excelente gosto e qualidade que tem abençoado a vida de centenas de jovens como eu!

Se você ainda não conhece, vale a pena conferir!

Equipe de Portugal CTMDT 2010 - Nossa Formatura

Nos últimos dias, tenho dito a mim mesmo que cheguei a um novo tempo em minha vida. Sabe aquele tempo de ficar comparando o presente com o passado, com medo de o futuro não ser tudo o que a gente sempre sonhou? Pois é, esse tempo acabou!

Sinto como se Deus me tirasse do deserto onde eu mesmo me meti, devido as minhas dúvidas, aos meus medos, fraquezas, e me levasse a um tempo de confiança na força e na proteção do “meu Pai”! Como Ele é o Grande Autor da história, Ele já sabia de tudo o que aconteceria e, mais uma vez, transformou, o que deveria ser maldição, em benção! É.. Deus é assim.. Perfeito!

Desde que terminei as aulas no CTMDT e voltei para meu “antigo habitat”, entrei em uma rotina de “receber para dar”. Vou explicar! Entrei em um processo de cobrança da parte das pessoas e de mim mesmo. Eu não conseguia mais ler minha Bíblia simplesmente pra ter um tempo com Deus, ouvindo Suas Palavras, orando, mas eu passei a ler a Bíblia pensando nas Ministrações de Louvor, Palavras e mais Palavras que teria de compartilhar com a Igreja! Isso foi me secando por dentro. Como um poço de onde só se tira água!

Outra coisa que me deixava mal era a cobrança de uma postura! Kra, eu só tenho 19 anos!
Eu não colocava mais pra fora as minhas tristezas, medos, inseguranças, defeitos, pensamentos, e isso começou a me aprisionar dentro de mim mesmo de forma que eu estava morrendo aqui dentro.

Eu tinha que mostrar o Douglas Ministro de Louvor, Missionário, Seminarista [aff.. naum gosto nem de lembrar os “Rótulos” que me dão!], e comecei a esquecer do Douglas Gente, que sofre, que tem defeitos, que precisa chorar, dizer “Não quero ir à Igreja hoje…”, do Douglas livre em Jesus! Claro, com responsabilidades, mas que, de vez em quando, também precisa estar diante de Deus simplesmente como um filho brincando no escritório do pai.

Parece que minha ficha caiu quando fiz má-criação com meu pai depois de ele ter feito algo que não gostei. Fiquei uma fera e o respondi como nunca mais havia feito desde que eu era uma criança. Fui pro quarto com raiva, chorei, dormi, acordei e percebi que não havia sentido ficar com raiva por algo tão bobo. Saí do quarto, comi alguma coisa e, assim que vi meu pai, o abracei e pedi perdão por tê-lo respondido. Ele sorriu e me perdoou.

Sabe o que percebi com isso? Que a beleza de ser humano não é nunca poder errar, mas sim, quando errar (pequenos tropeços durante a caminhada), ser humilde o suficiente pra pedir perdão – a Deus ou às pessoas. Deus nos fez assim – humanos [inconstantes e teimosos] – porque queria se relacionar conosco assim, do jeito que somos! Ele não quer mais um anjo, Ele quer a mim, com minhas fraquezas e defeitos pra que Ele possa me aperfeiçoar durante nossa caminhada de relacionamento e adoração! Isso é ser livre em Jesus! E eu não quero mais ser aprisionado por cadeias que eu mesmo construo ao redor de mim! Quero viver integralmente a liberdade que Jesus conquistou pra que eu vivesse!

Deixo com vocês esta canção de uma ex-professora minha que tocou muito em mim por dizer:

“Quando tudo acabar o que vai prevalecer é o Teu amor, o mais puro amor
Quando tudo acabar os Teus olhos vão me ver e vão me amar com o mais puro amor
Teus olhos me vêem quando as luzes se apagam, outras vozes se calam
E eu posso te ouvir dizer que o meu valor não está no que tenho ou faço
Em Teu abraço encontro o mais puro amor.”

Que Deus nos abençoe! Comente! Rsrsrs..