Arquivos para posts com tag: Música

Oi, gente! Tenho vivido dias maravilhosos, porém, corridos! Por isso estou um pouco ausente do Blog, mas sempre lembrando dele. Muita coisa boa está acontecendo! Domingo, por exemplo, foi Culto de Jovens na minha igreja e fomos muito abençoados pelo Senhor! Foi bom receber a visita do meu amigo Joel (que estudou comigo no CTM), conversar com ele, mesmo que por tão pouco tempo, além de ver, mais uma vez, que sempre vale a pena me dedicar à obra de Deus, colher e comer dos frutos que Ele produz através de nós!

Estou na 3ª Semana das aulas de Música, e estou A-DO-RAN-DO! Não é aula de Técnica Vocal, nem de Percepção Musical! O professor traz músicas famosas, clássicos da MPB  {é estranho escrever isso}  e nos ensina… Pra mim, que só ouço música cristã desde pequeno e, o máximo que conheço de música secular é pelo que assisto na Televisão, tem sido uma imersão na cultura do meu país! Pra mim, são momentos muito especiais, onde me assento como aluno e aprendo! Me sinto mais culto! Hehehe.

No trabalho, estou me dedicando mais a fazer além do que me pedem! Isso, porque tive um sonho onde outra pessoa estava fazendo meu trabalho, como se eu fosse dispensado! MEDO!  Aí, cheguei, ontem, tirando todo o atraso! Hoje, inventei de organizar a sala de vídeo da escola! Além de isolar a entrada de luz pelos vidros das janelas, peguei alguns cartazes de filmes com uma amiga que é dona de uma locadora aqui do bairro, e comecei a fazer uma parede decorativa! Várias ideias estão surgindo! Fiquei feliz, porque, quando minha chefe viu meu empenho, agendou uma sessão de filme para os alunos ainda esta semana! (Tenho que correr com a decoração!) Isso me animou bastante! E a hora de ir pra casa chegou mais rápido! Hahahaha!

Tenho sentido falta de parar para ler, tanto meu livro da Faculdade, quanto minha Bíblia! Isso está errado, mas vou consertar o mais rápido possível! Não quero que minha vida seja igual a da Anne Hathaway em “O diabo veste Prada”, onde a vida pessoal dela vai à falência quando ela decide empenhar-se no trabalho! Quero que minha vida no trabalho seja um reflexo da minha vida com Deus, vida de oração, de leitura da Palavra, de adoração como um todo, além de canções, mas de ações!

Quero poder contar o que tenho vivido neste mês em que desafiei a mim mesmo a NÃO COMPRAR NADA DESNECESSÁRIO (principalmente no Cartão de Crédito)! Tá sendo muito louco, mas vale a pena contar as experiências! Só que isso é assunto para um próximo Post.. =)

Espero que fiquei bem!

Em Jesus,

Douglas =P

Tenho 17 minutos para escrever este Post, antes que a bateria do meu PC acabe.. E quero compartilhar minha alegria de ter vivido o dia de hoje!

Mesmo diante de lutas, provas e tentações do mal, tenho vencido pela Graça do meu Senhor e hoje foi um dia muito especial, pois logo pela manhã, fui para a Igreja a um culto diferente, pois minha sobrinha e meu “sobrinhado” (Esposo da minha sobrinha) se batizaram. Eu ministrei o Louvor no batismo deles e pude ver coisas maravilhosas acontecendo em minha família à partir dessa mudança de vida.

À tarde, fui a uma reunião que não aconteceu, mas foi bom ter ido até o local, rever algumas pessoas queridas do Ministério de Louvor Distrital ao qual pertenço, receber o Kit de Ensaio para o Encontro Distrital de Jovens, no mês que vem, e voltar para casa. Foi aí que o grande diferencial aconteceu!

Imaginei minha Igreja cantando uma nova canção, que não havia sido gravada ou cantada para grandes multidões, uma canção que fluísse da pureza do desinteresse musical, que nascesse de uma fonte segura de adoração. Senti que Deus estava me inspirando para compor essa nova canção. Peguei minha Bíblia, meu caderno, um lápis e comecei a selecionar versículos que demonstrassem para Deus o que estava em meu coração, a expressão mais pura. Escolhi uma melodia, coloquei nela um pouco da letra que havia meditado nos Textos Bíblicos e tudo foi fluindo, como um Rio, sem que eu precisasse forçar.

A letra fala sobre confiança, e eu estava, há meses, passando por um momento de confiar (meeeesssmooo!) em Deus! Pois era algo que eu, sozinho não poderia resolver. Assim que fui para o meu quarto gravar a música pronta, o problema pelo qual estava passando se resolveu imediatamente, ou  melhor: o problema foi resolvido por Deus! Me ajoelhei (como havia feito quando terminei de compor “A Ti, Senhor e Rei”, e dediquei aquela canção ao Senhor, pedindo a Ele que ela fosse um canal que gerasse confiança no coração de cada pessoa que a cantasse.

É assim que nascem os louvores mais profundos.. Quando nosso coração está desinteressado na presença do Rei, querendo somente adorá-lo. Pela primeira vez, entreguei a gravação para alguns amigos músicos que se encarregaram de pensar em arranjos instrumentais para essa nova canção e na Sexta-feira, vamos trabalhar nela!

Que dia!!

Diante de tudo o que vivi hoje, só posso agradecer a Deus por tamanha felicidade.. Porque enquanto eu o adoro, Ele preenche todo o meu ser. Na simplicidade de adorá-lo com a inteireza do meu coração, Ele se encarrega de me fazer feliz.

“Tudo o que posso é render-me a Ti, e dizer que eu te amo. Te amo, meu Jesus” (Heloísa Rosa).

Que Deus continue nos abençoando! Obrigado por ler este Post! Espero que comente! =)

Douglas.

Olá, blogueiros!

Hoje parei um pouco e notei que há tempos não falo diretamente com você que lê meu Blog, tenho compartilhado meus textos e recebido muitos testemunhos, pois escrevo pensando mesmo no bem que minhas experiências pessoais no Ministério e/ou na vida Cristã podem te fazer mas, desta vez senti que seria especial começar de uma forma mais pessoal e agradecer por acessarem, divulgarem e comentarem aqui no Blog. Enfim, vamos ao que interessa:

Voltando ao nosso assunto sobre Ministério de Louvor, quero compartilhar algo que, para mim, era como um bicho de sete cabeças pois, se acontecesse, frustrava todas as minhas expectativas para a Ministração de Louvor do dia: “Ausência de componentes do Ministério”.

Fossem os ausentes vocais ou instrumentais, era algo intragável por mim! E hoje, devido às comemorações natalinas, nenhum vocal compareceu ao ensaio que antecede ao culto de domingo à noite. Somente os Músicos Instrumentistas foram – é, desta vez, com alegria, tenho que dar o mérito a eles!

Antigamente, minha reação seria de tristeza, frustração, por não poder fazer o momento de louvor como todos gostam: com todos os componentes em suas posições, preenchendo todos os espaços das músicas. Só quem me conhece, sabe o quanto sou exigente quanto a qualidade do Louvor na Igreja. Desta vez, tive que solar todas as músicas, até as de dueto! Um deles foi “Manancial” (DT1) Imagine só: eu, sozinho cantando “Eu te farei…” e “Eu quero ser…” ao mesmo tempo! Rsrs… Não foi bem assim! #Ufa!

Além disso, tive que trocar duas músicas que havia escolhido para a Ministração, pois, devido a ausência do Guitarrista, o Tecladista foi para a Guitarra e a Segunda Tecladista (que assumiu o teclado) não conhecia as duas canções escolhidas.

Antes, se isso acontecesse eu espernearia e, quem sabe, até choraria, por não querer aceitar que o que eu havia escolhido para cantar não seria bem da forma imaginada. Hoje, posso compartilhar esta experiência com vocês na certeza de já ter subido mais um degrau nesta caminhada do ministério. Graças a Deus, minha reação diante desses imprevistos, foi a de aceitar as mudanças necessárias. Afinal, Deus já sabia que essas tais mudanças teriam que acontecer, Ele mesmo havia permitido tudo isso.

É necessário compreender que, infelizmente, nem tudo acontece conforme planejamos, e assim acabar aprendendo que, diante dos imprevistos, precisamos contorná-los ao invés de deixar que eles atrapalhem o fluir de nossa alegria na presença do Senhor, e impeçam de transmitirmos para a Igreja aquilo que Ele compartilhou, antes, conosco.

Contorne! Use uma outra canção que carregue a mesma mensagem poderosa da Palavra de Deus. Mas não permita que sua ministração seja frustrada por algo tão pequeno, diante do que Deus pode fazer com seu coração e através de você se estiver livre para compartilhar com a Igreja o que está em você.

Só pra constar: A ministração foi maravilhosa! Os músicos estavam todos muito ligados e Deus agiu e fluiu naturalmente. Senti a presença de Deus de uma forma nova! Os testemunhos da Ministração de hoje já estão chegando! (Glória a Deus!) Só posso agradecer ao Senhor por não depender de nós, mas agir por Sua graça e misericórdia!

Que Ele te abençoe e ensine a lidar com os imprevistos! É um caminho difícil e um pouco longo, mas que só depende de você chegar lá.

Em Jesus,

Douglas =)

Desde que me formei no CTMDT em 2009, tenho recebido muitos convites para Ministrar Louvor, Palavra e também Oficinas de Composição e Liderança de Louvor. Meu tempo de convivência em uma das Bandas do CTM me fez crescer bastante e, hoje, posso compartilhar com as pessoas muito do que aprendi. Também tenho me dedicado a uma incessante pesquisa na área do Louvor e Adoração, servindo como uma forma de reciclagem para poder continuar abençoando vidas que presam pela excelência no Ministério de Louvor, assim como eu.

Hoje, quero compartilhar com vocês algo sobre este assunto. Uma grande dificuldade que percebo existir em todos os ministérios de Louvor para os quais ministrei as Oficinas foi que Músicos (Instrumentistas) e Vocais parecem caminhar em dois ministérios alheios. Não há entrosamento em ambas as partes. Por exemplo: Na maioria das Oficinas em que precisamos de alguém que pudesse ajudar tocando um instrumento, a exclamação que se ouvia em massa era que não havia nenhum instrumentista no local. Quando havia, era a parte menos atenta da plateia, que parecia não estar realmente interessada no que estava sendo ensinado.

Minha pergunta é: “Será que os músicos (instrumentistas) dos ministérios de louvor têm se sentido excluídos do mesmo? Ou será que não sentem a necessidade de preparar-se espiritualmente?” Vemos a ausência dos mesmos em cultos com menor frequência por parte da Igreja, além de consagrações matinais, Escolas Dominicais. Muitas vezes me senti como se estivesse implorando pra que um músico fosse a um ensaio, ou que ouvisse o material de ensaio em casa.

Infelizmente esta é uma realidade que precisa ser mudada para que haja o real crescimento do ministério, um crescimento saudável que faça com que todos consigam caminhar em unidade, pois, assim como “quando um não quer dois não brigam”, quando um não quer, dois não conseguem viver em comunhão, em unidade.

Se você é um músico e tem vivido esta realidade na sua Igreja, quero convidá-lo a mudar sua forma de agir. Aproveitar que estamos prestes a iniciar mais um ano e começar a ser alguém mais presente em ensaios e reuniões menos frequentes, chegando no horário marcado, quem sabe até antes, para afinar seu instrumento, preparar o que precisa ser feito e, assim ter um ensaio proveitoso. Se você não tem conseguido viver uma vida de consagração, comece a frequentar os ambientes que o ajudarão a quebrar, de uma vez, essas barreiras. Passe a respeitar as pessoas e a submeter-se a liderança, mesmo quando pedem para abaixar o volume do instrumento além do que você considera o necessário.

Se você também é um músico, mas não tem esse perfil, peço desculpas por generalizar alguns comentários acima, mas julguei ser necessário para que fosse feita uma auto-avaliação. Continue servindo no ministério, com sua busca por excelência e por fazer o melhor para o Senhor, consagre-se mesmo! Chegue no horário mesmo! Mesmo que você seja o único e pareça não valer a pena, persevere e, no tempo certo, quando você menos esperar, o Senhor honrará sua dedicação a Ele.

Espero ter cooperado para seu crescimento. Se você conhece algum músico (tanto os “perfeitinhos” quanto os “complicados” dos ministérios), envie este texto! Quem sabe, é o ponta-pé inicial para que uma mudança aconteça.

Que Deus nos abençoe!

Pela Graça de Cristo,

Douglas =)

Depois de um Fim de Semana de muita febre e dores por todo o corpo, fui ao Hospital, onde foi diagnosticado Amigdalite. Devido a estar me recuperando, não fui trabalhar hoje. Tive uma grande surpresa ao abrir minha caixa de Mensagens e me deparar com alguns textos maravilhosos vindos de alguém que eu não conheço, mas que serviram como bálsamo para o meu coração. Quero compartilhar com vocês na intenção de abençoá-los. Leiam até o fim e, se possível, comentem!

Tenho certeza que os abençoará tanto quanto a mim!

Em Jesus (e me recuperando…)

Douglas.

31 de outubro de 2011

SURPRESA!

João 1:6-13

Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! —João 1:29

O redator de um reconhecido jornal fez um experimento para testar a percepção das pessoas. Ele pediu a um famoso violinista para tocar, incógnito, numa estação de trem da capital dos EUA numa manhã de janeiro. Milhares de pessoas passaram por ele enquanto tocava, mas poucas pararam para escutar. Após 45 minutos, apenas 32 dólares haviam sido depositados no estojo do talentoso violinista. Dois dias antes, esse mesmo homem — Joshua Bell — havia tocado com o mesmo instrumento musical, Stradivarius de 3,5 milhões de dólares, num concerto com lotação esgotada, para o qual cada pessoa pagara 100 dólares para ouvi-lo tocar.

A ideia de uma pessoa não ser reconhecida por sua grandeza não é nova. Aconteceu o mesmo com Jesus. Ele “…estava no mundo…”, disse João, “…mas o mundo não o conheceu” (João 1:10). Por que as pessoas que esperavam pelo Messias receberam Jesus tão friamente? Uma razão é que elas estavam surpresas. Da mesma maneira que as pessoas de hoje não esperam que músicos famosos toquem em estações de trem, as pessoas do tempo de Jesus não esperavam que o Messias nascesse num estábulo. E também esperavam que Ele fosse um rei político — não de um reino espiritual.

As pessoas do primeiro século estavam cegas ao propósito de Deus de enviar Jesus a este mundo. Ele veio para salvar as pessoas dos seus pecados (João 1:29). Receba o surpreendente presente de salvação que Deus hoje lhe oferece gratuitamente.

DEUS ENTROU NA HISTÓRIA HUMANA PARA OFERECER-NOS O PRESENTE DA VIDA ETERNA.

Extraído pelo Pr. Ronaldo de Assis.

pr.ronaldodeassis@terra.com.br

www.iecel.org.br

Ouço Mariah Carey desde meus 6 anos de idade, quando minha irmã mais velha, alucinada por música e pelos gritos da cantora, ouvia no volume máximo enquanto arrumava a casa. Como eu sempre estava por perto, acabei crescendo ao som de canções como “My All”, “Hero” e “Always be my Babe”. Aprendi todos os arranjos mesmo sem compreender a língua, porém limitei meu conhecimento ao CD “#1”, marcado por trazer apenas canções que permaneceram em primeiro lugar nas paradas.

Após quase 15 anos, peguei o CD “Charmbracelet” emprestado com uma amiga e comecei a ouvi-lo no trajeto de casa para o estágio e acabei me apaixonando como se fosse um novo CD, lançado há pouquíssimo tempo. Com mais conhecimento da lígua inglesa, consegui compreender que uma das músicas falava sobre Graça que dava força, paz, enfim.. procurei saber ao certo tudo o que a canção dizia e fui surpreendido não apenas com a letra que me encheu de ânimo, como pela apresentação de Mariah no programa da Oprah há quase 10 anos atrás, onde a cantora é aplaudida de pé por sua performance.

Infelizmente, muitas coisas mudaram na vida e história de Mariah Carey, até mesmo sua voz passou por mudanças drásticas, fazendo com que sua música ficasse debilitada, porém, ainda hoje, oro a Deus para que sua vida seja restaurada, que ela possa conhecê-lo e que Sua Graça Salvadora possa, de uma vez por todas, libertá-la e trazê-la para a Luz. Que esta canção torne-se uma verdade em sua vida.

Sob a Graça Salvadora,

Douglas.

Ainda tenho muito de aprender
Mas pelo menos, eu sei onde buscar

Quando eu estiver nas horas de necessidade
Eu sei que todas as coisas são possíveis
Enquanto eu acreditar

Já amei bastante, me magoei bastante
Fui marcado a vida inteira, o tempo todo
Gastei preciosos anos preso no medo

Sem ver o fim
Até que minha graça salvadora me iluminou
Até que minha graça salvadora me libertou

Dando-me paz
Dando-me força quando eu
Aos poucos a perderia toda
Amparando cada queda minha
Ainda existo porque você me mantém seguro

Encontrei minha graça salvadora dentro de você

Sim, tenho sido passado prá trás
Cresci em confusão

Fui destituído
Vi a vida de vários lados
Fui estigmatizado
Fui negro e branco
Me senti inferior por dentro

Até que minha graça salvadora me iluminou
Até que minha graça salvadora me libertou

Dando-me paz
Dando-me força quando eu
Aos poucos a perderia toda
Amparando cada queda minha

Ainda existo porque você me mantém seguro
Encontrei minha graça salvadora dentro de você

E as abundantes coisas que tu fazes
Senhor, te agradeço
Por me libertar

E dando-me paz
Dando-me força quando eu
Aos poucos a perderia toda
Amparando cada queda minha

Ainda existo porque você me mantém seguro
Encontrei minha graça salvadora dentro de você
Sempre minha graça salvadora
Me impulsionou

Encontrei minha graça salvadora dentro de ti

(Sim, é você – você é meu tudo, tudo)
Dentro de você…
(Apenas, apenas você)
Sim, Senhor
(Apenas você)

Minha graça salvadora é
Você

Desde a primeira vez que ouvi esta canção, me apaixonei! A letra que diz: “O Teu amor, meu Senhor, me faz acreditar que tudo é possível! Sei que posso confiar que o Deus a quem sirvo é o Deus do impossível” renova a fé do meu coração  todas as vezes que a ouço! Tenho certeza de que se os Frutos são a prova de um verdadeiro ministério voltado para abençoar vidas e servir a Jesus, a Comunidade Evangélica da Família realmente está no caminho certo, pois já tem produzido Frutos eternos em minha vida não apenas com as canções, mas através da vida de alguns dos componentes do Ministério.

Tenho certeza de que, assim como Deus falou comigo, Ele tem algo novo a falar com você através desta canção tão verdadeira e tão cheia da unção do Espírito.

Ao ouvir pela primeira vez o CD “Flags” da minha amada Brooke Fraser, a música que mais me chamou a atenção foi a tal da “Coachella”. A levada dos instrumentos com a voz da cantora dão forma a uma música envolvente que te faz ouvir até o final e tem a tendência de tornar-se a favorita entre as demais do álbum.

A canção é integrante do álbum Flags, lançado em Outubro de 2010 é precedente de uma turnê enorme e ousada ocupando grandes casas de shows nos Estados Unidos da América.

No vídeo de “Coachella” vemos várias câmeas rotativas captando o panorama do lugar acústico onde Brooke toca acompanhada de sua banda. Ela toca rapidamente seu violão e tudo converge para uma canção íntima, delicada e muitíssimo bem embalada.

O vídeo está sem legenda, mas deixo a letra pra vocês!

Coachella

Antes de acender uma noite de neon
Eu estou ao seu lado
O fogo em movimento
O fogo em movimento

 

O sol do deserto naufraga
Sonolento e baixo
Mas nós estamos apenas despertando
Nós estamos acordando

 

O rio do tempo é uma montanha esta noite
Antes de amanhã ela flui
Esculpindo vales na
Pele de nossos rostos

 

Eu estou brilhante como o sol
Você está alto como uma pipa
Somos filhas, filhos
Irmãos e irmãs, esta noite
No Coachella, Coachella

 

Vamos lá agora querido
Vamos sacudir essa tristeza
Vou soltar o meu cabelo
Você vai descalçar os seus sapatos
Eu me sinto como um bebê
Recém-nascida na primavera
Estou dissipando a melancolia
E não vou querer mais lembrar disso

 

Quando eu estou brilhante como o sol
Você está alto como uma pipa
Somos filhas, filhos
Irmãos e irmãs, esta noite
No Coachella, Coachella

 

Eu sou um coração aquecido que sangra
Você é uma alma generosa
E eu te amo apesar de
Eu nunca ter te conhecido antes
No Coachella, Coachella

 

Nós nos pomos de pé no litoral
Na fumaça, à luz das estrelas
À beira de um mar humano
E a maré está alta

 

Eu estou brilhante como o sol
Você está alto como uma pipa
Somos filhas, filhos
Irmãos e irmãs, esta noite
No Coachella, Coachella

 

Eu sou um coração aquecido que sangra
Você é uma alma generosa
E eu te amo apesar de
Eu nunca ter te conhecido antes
No Coachella, Coachella
>> Letra Extraída do letras.terra.com

Hoje, enquanto assistia Ídolos, com a participação especial da cantora Paula Fernandes, ouvi da boca dela algo que esperava ouvir, ou ver, de algum cantor evangélico famoso, mas que, infelizmente, quando ouço de algum deles, falta verdade, falta prática de vida. Com poucas palavras e uma atitude belíssima, ela disse para cada um dos que estavam na concorrência por se tornar um “Ídolo” que ser Ídolo não é se afastar das pessoas, que o caminho mais difícil é não deixar subir à cabeça, mas que este é o caminho para o sucesso!

Uau!

Me entristece o fato de ver cantores do meio Gospel que têm um talento notável dado por Deus, usados pela graça d’Ele para abençoar e levar tantas vidas até Jesus, tornarem-se, pouco a pouco, intocáveis pelas pessoas.
As próprias pessoas criam um pedestal para eles e, ao invés de descer dele, demonstrando serem humanos e falíveis como qualquer outro, eles (a maioria) permanecem sobre o pedestal! Acomodam-se com o “paparico” do público e acabam perdendo o foco: SEREM parecidos com Jesus!

O Jesus a quem conheço (porque eu o conheço, e tenho certeza disso) não distanciava pessoas, com medo de que elas o tocassem, mas ia até aqueles que não podiam chegar a Ele. Jesus amava a todos! Inclusive aquele que o traiu.. Meu Jesus não subia em um pedestal de superioridade. Pelo contrário, Ele desceu! Desceu de toda Sua Glória para tocar as pessoas, para doar-se a elas! E a ordem que Ele nos dá é a de testemunhar sobre quem Ele é! Infelizmente, quando olho para certas estrelas do meio Gospel, não consigo vê-lo! Não vejo Aquele que me amou e aceitou apesar de meus pecados, apesar de que eu sou.

Como não sou alguém influente, alguém cujo as pessoas ouçam e ponderem as palavras para agir de acordo com meus conselhos, tudo o que posso é orar. Entregar nas mãos do meu Jesus seus representantes nesta terra para que Ele (alguém tão influente, porém humilde; tão próximo às pessoas!) possa se aproximar daqueles que, por pensarem que o encontrarão neles, sonham um dia conhecer, conversar ou somente tocar esses “representantes de Cristo”. Oro para que ao sentirem-se frustradas ao serem esnobadas e rejeitadas pelas estrelas, possam encontrar aceitação e guarida ao olhar para o Sol da Justiça! Ele é quem deve brilhar! Através daqueles que escolhem ser como a Lua e refletirem Sua luz! Ele vai brilhar!

Em Jesus,